Gestão e RH

Mapeamento de competências: uma carta na manga do RH

Tempos ainda mais desafiadores estão por vir sobre as empresas, por outro lado, oportunidades poderão surgir e devem ser criadas por profissionais de alto desempenho.

Alinhado aos objetivos da empresa, o RH deve estar atento às variações do mercado e às exigências que se abatem sobre as organizações. Mapear as competências chave necessárias ao negócio é uma estratégia eficiente para agregar valor à gestão de pessoas, tanto para a captação externa de talentos quanto na movimentação dos quadros internos.

Apesar dos tempos restritivos, boa parte dos profissionais (sete em cada dez, segundo pesquisa da revista Exame) deseja uma nova posição no mercado, ampliando a oferta de pessoas qualificadas e a possibilidade de atração para o time.

Por outro lado, o momento é propício para um contato mais próximo do RH com a linha de produção, avaliando com os gestores as competências (técnicas e comportamentais) essenciais ao ganho de produção, otimização dos processos e ao dinamismo das equipes.

Em momentos de baixa, como o atual, há mais facilidade de avaliar os empregados, o que gera relevância para o setor de RH sem elevar custos. A partir das informações levantadas, ações de captação externa, interna ou mesmo de desligamento podem ser planejadas com mais consistência.

As ferramentas de avaliação das competências são várias, com complexidade, abrangência e metodologia diversas. Sou da política do “quanto mais simples, melhor”. Sendo eficiente, rápido e de fácil adesão por parte dos gestores de equipes, já está valendo.

Em tempos de crise, fique de olho nas oportunidades!

Artigos relacionados:

Deixe seu Comentário