Vagas Abertas

Militar temporário: saiba como se candidatar às vagas

Militar temporário

Você que sempre quis entrar para o exército ou apenas procura um emprego, ser um militar temporário é uma ótima opção. Muitas pessoas acabam não querendo entrar no exercício quando fazem 18 anos, mas quando ficam um pouco mais velhos acabam mudando de ideia, porém não sabem que ainda existe uma chance de adentrar.

Mas, como isso funciona? Bom, nesse texto é disso que vamos tratar, iremos explicar como funciona e responderemos as dúvidas mais frequentes, como se existe idade máxima, qual a altura mínima para poder entrar, dentre muitas outras questões.

O que é militar temporário?

Primeiramente, iremos explicar o que é um militar temporário. É aquele que ingressa no exército por meio de uma seleção realizada pelas regiões militares, que estabelecem o tempo e as vagas para cada área de interesse necessária. Existem dos tipos de separar o militar temporário, ele pode ser oficial ou sargento.

Militar temporário – Oficial

Quando um militar temporário é contratado como um oficial, a formação é separado em dois tipos:

Em caráter obrigatório os formandos nos institutos de ensino destinados a formação de médicos, farmacêuticos, dentistas, e veterinários, além dos estudantes no último ano que não tenham prestado serviço militar inicial obrigatório no momento da convocação da sua classe, por algum adiantamento ou dispensa de incorporação, terão que prestar o serviço militar no ano seguinte ao da conclusão do curso ou após a realização do programa de residência medica ou pós-graduação.

De maneira voluntária, são os médicos, farmacêuticos, dentistas e veterinários voluntários, tanto homens e mulheres, com menos de 38 anos de idade completados até 31 de dezembro do ano da convocação, detentores de algum documento comprobatório de situação militar, que não se adequam ao caráter obrigatório citado anteriormente, de acordo com as prescrições do comando de cada força armada.

Para informações detalhados sobre os documentos necessário, a data e o local para o comparecimento à comissão de seleção especial e os critério da seleção, podem ser obtidos na organização militar da sua cidade responsável pela seleção local.

Militar temporário – Sargento

Em relação a integração com sargento, a formação militar temporária é realizada através do estágio básico de sargento temporário mais conhecido como EBST, destinado aos profissional que possuem nível médio técnico que possuem formação em uma área de interesse do exército. Existem 3 estágios com duração de doze meses e sendo divididos em duas fases.

A primeira é denominada instrução técnico-militar, comum período de quarenta e cinco dias, feita obrigatoriamente para adaptar o convocado as normas e procedimentos da vida militar. E a segunda parte é destinada a aplicação dos conhecimentos técnicos profissionais, realizada nas organizações militares para os quais foram escolhidos.

Em relação ao tempo, o serviço militar obrigatório possui uma duração de 12 meses prorrogáveis, por mais períodos de 12 meses de acordo com o interesse de todas as partes. Porém, o tempo não pode exceder os 8 anos de efetivos, contínuos ou interrompidos.

Critérios e requisitos para ser militar temporário

Para que você possa adentrar como militar temporário existem alguns critérios e requisitos, como deve-se possuir menos de 38 anos idades, feito até 31 de dezembro do ano da convocação, para que o funcionário possa desempenhar o papel ainda estando em ótimas condições físicas.

Quanto a sua nacionalidade, oficiais tem que ser brasileiros natos, para que possam ser contratados para dar prioridade as pessoas que nasceram na nossa pátria, porém, se for para função de praças, podem ser brasileiros natos ou naturalizados.

Em relação a altura, deve possuir ao menos 1,60 m de altura se for homens, e 1,55 m de altura se for mulher, para que possa desempenhar o papel da melhor forma possível. Em relação aos critérios de aprovação será levado em consideração a comprovação da habilitação e especialização exigida para os cargos que vai desempenhar, além da prova dos títulos.

Os candidatos terão que passar por um exame de saúde e físico, e terão que receber uma pontuação mínima determinada por cada entidade. E por fim terão que fazer uma entrevista com o responsável pela contratação do militar temporário.

Militar temporário pode ser efetivado?

Mas, agora talvez você possa estar se perguntando se um militar temporário pode ser efetivado, e a resposta é não. O tempo máximo que ele pode servir são 8 anos. Após o termino desse período, será desligado do regimento.

Quanto ganha um militar temporário?

Caso você ingresse como militar temporário na marinha, sua primeira função será guarda-marinha, que possui uma remuneração inicial entorno de R$ 8.950, podendo ganhar novos postos com a passagem tempo e tendo seus rendimentos aumentados.

Após os seis meses, você pode passar a ocupar o cargo de segundo-tenente que possui os rendimento entorno de R$ 9.560. Na sequência, após mais 6 meses pode chegar ao posto de primeiro tenente recebendo aproximadamente R$ 10.525. O que comparado com o salários que as maioria das empresas pagam é bastante alto.

Benefícios de um militar temporário

Sendo mais específico, os militares temporários contratados pela marinha além de receberem um salário inicial bastante adequado a sua função, possui inúmeros benefícios, como um crescimento profissional, assistências médico-hospitalar, odontológica, religiosa e psicologia.

Ainda possuir acesso as instalações de lazer, recebe ajudas para adquirir os uniformes, alimentação e pôr fim, a chance de participar de diversas ações pelo Brasil.

Militar temporário tem direito a reforma?

Não importando ser temporário ou não, militares que contraírem doenças durante a atividade do trabalho no serviço militar possuem o direito a sua reforma.

É expressamente proibido a exclusão de militares incapacitados fisicamente do seu serviço, caso seja doença temporária, deve ser colocado na situação de adido, até que se recupero. Já nos casos de incapacidade definitiva, devem espera a tramitação do processo de refirma.

Militar temporário pode aproveitar o tempo que serviu para se aposentar?

O tempo que você contribuiu enquanto estava no exército é aproveitado para a aposentadoria, porém nem sempre o regime militar repassa o dinheiro que foi pago as forças armadas para a previdência. Segundo uma reportagem do jornal Estadão, o exército deve R$ 195,2 bilhões para os cofres do INSS.

Deixe seu Comentário