Carreira

Resumo Profissional: saiba como preparar o seu

Resumo profissional

Sabemos que o currículo é um documento que serve para os recrutadores conhecerem o perfil de candidatos interessados nas vagas que estão disponíveis. Esse documento deve apresentar informações importantes, como a formação acadêmica e experiências anteriores, além de outros quesitos que vão chamar a atenção do recrutador.

O resumo profissional é um dos itens mais importantes em um currículo. Ele servirá para que o recrutador consiga fazer uma breve leitura sobre o perfil do candidato, assim, muitos já acabam sendo descartados. Os que não possuem o resumo também perdem pontos, já que será mais difícil para o avaliador achar informações do modo rápido.

O que é resumo profissional?

O currículo é composto de diversos itens e campos, como você já deve saber. O resumo profissional é um deles, sendo um espaço no início deste documento. Geralmente é colocado depois das informações pessoais e do objetivo profissional. É um lugar para falar sobre suas experiências em trabalhos anteriores e suas qualificações que vão ajudar a trabalhar na empresa.

Como o nome já diz, trata-se de um resumo, por isso, é recomendado escolher o que de mais destaque exista no seu currículo. É interessante seguir um modelo condensado, com poucas linhas. Os recrutadores seguirão este item para identificarem se vale a pena continuar lendo o currículo ou pode ser descartado.

É necessário fazer um resumo profissional?

Se você realmente quer conquistar uma vaga no mercado de trabalho, deverá focar no resumo profissional. É uma maneira de permitir que o recrutador consiga avaliar de maneira imediata o seu perfil, para identificar se está de acordo com a oportunidade em jogo.

Os avaliadores irão gostar de verem um resumo logo ao pegarem o currículo, eles querem mais praticidade no momento de fazer uma escolha. Essa triagem é feita quase que automaticamente, pegam, dão uma olhada e já aprovam ou descartam. E com o resumo, a chance de ir para a pilha dos aprovados é maior.

Como preparar o resumo profissional?

Você não pode se alongar muito neste tópico, até porque o currículo não deverá ter mais do que duas páginas, sendo que uma é o número ideal. Não é necessário colocar uma série de informações, isso fica para o perfil profissional. No resumo, quem faz um texto grande sai prejudicado. Nossa dica é falar sobre sua formação acadêmica, experiência profissional e algum outro destaque relevante.

Se você tiver batido alguma meta, ou ter trabalhado para melhorar determinado procedimento em sua empresa anterior, poderá mencioná-lo. Não esqueça de colocar em prática o seu poder de síntese, informações mais específicas devem ser apresentadas ao longo do texto.

Não esqueça de falar sobre sua experiência

Um dos itens que não pode ser esquecido em um resumo profissional são os anos de experiência. Eles devem ser apresentados em uma frase curta. A informação deve ser apresentada caso a oportunidade oferecida seja destinada a profissionais com experiência e o campo só deverá ser preenchido se o profissional já trabalhou na área.

Faça o texto utilizando a terceira pessoa do singular e não a primeira. Por exemplo, “profissional com 5 anos de experiência na manutenção de computadores”. Uma ideia é trocar o termo “profissional” pela sua formação, seja técnica ou acadêmica.

Fale sobre os setores e as empresas que trabalhou

Aqui não precisa falar sobre todas as empresas e nem sobre todos os setores, caso sejam muitas. É uma oportunidade para confirmar as suas habilidades adquiridas em sala de aula. Não adianta o profissional ter um vasto currículo acadêmico, mas nunca ter trabalhado na área.

De maneira rápida, fale sobre as empresas que trabalhou e sobre os setores que passou. Isso poderá mostrar que possui a capacidade de se adaptar rapidamente a novas tarefas que são propostas. É uma forma de fazer com que o contratante perceba rapidamente se o perfil está de acordo com a oportunidade.

Destaque a sua formação acadêmica

É interessante falar sobre a sua qualificação técnica no resumo profissional. Destaque os cursos que realizou, de ensino superior e técnico, colocando o nome da entidade de ensino em que o curso foi concluído. É uma maneira que os avaliadores possuem para identificarem se o candidato tem o que é preciso para ocupar a função disponível.

E tomar alguns cuidados básicos poderá fazer com que você tome frente e avance de fase. Não é necessário colocar “bacharel em nutrição”, prefira escolher apenas a palavra “nutricionista”, já que isso fará o texto ficar mais curto e rápido para ser lido. Em relação a instituição de ensino, pode colocar a sigla e não o nome completo, ajudando na identificação.

Cite habilidade extras

Se você está buscando por uma vaga em escritórios ou vagas offshore, é interessante mencionar outros idiomas que domina, já que nestas empresas isso não é um diferencial e sim uma exigência. Além disso, é interessante apresentar qual é o seu conhecimento referente a informática, pode citar os principais programas que sabe usar.

O que não pode faltar no resumo profissional?

O resumo profissional deve ser um texto curto, que deverá seguir um modelo preestabelecido, para não faltar nenhum item essencial. Não deixe citar assuntos como:

  • Profissão;
  • Empresas que trabalhou anteriormente;
  • O tempo de serviço em cada empresa citada;
  • Porque seria interessante ser contratado;
  • Formação acadêmica e cursos extras.

Nem tudo deve ser colocado no resumo profissional

Assim como algumas informações são imprescindíveis em um resumo profissional, outros tópicos devem ser evitados. Tente não colocar emoção neste item, ou então citar adjetivos clichês citando ser um profissional proativo, dedicado ou perfeccionista. Evite estes temas.

Como se trata de um resumo, é preciso apresentar informações realmente importantes, então não é interessante citar experiências que não sejam relevantes para a vaga. Apresente somente a experiência que chamará atenção do recrutador. E se não tiver experiência, então foque em seus cursos.

Dicas extras

Prefira fazer o resumo profissional em tópicos, colocando uns sete ou oito itens. E cada um deles não deve ter mais do que uma linha. É a melhor maneira para que o recrutador consiga ler e visualizar as informações.

Deixe seu Comentário