Carreira

Profissões que soropositivo não pode exercer

Profissões-que-soropositivo-não-pode-exercer

Uma grande dúvida nas pessoas que são soropositivas ou até mesmo dos empregadores, é se essa condição irá afetar suas vidas profissionais e o local onde trabalham. Por isso, viemos sanar de uma vez essas dúvidas com um conteúdo super informativo.

Primeiro, você sabe o que significa ser soropositivo? Estamos falando da infecção pelo vírus do HIV (vírus da imunodeficiência humana).

Os primeiros casos de HIV, no Brasil, começaram a surgir nos anos 80. Na época, não havia quase nenhuma forma de lidar com esse vírus, afinal, era uma novidade para todos os médicos e cientistas.

Muitas pessoas morreram antes de encontrarem uma forma de lidar com ele, principalmente pessoas da comunidade LGBT. Homens homossexuais foram os mais afetados por essa doença, causando grande tumulto na época.

Hoje, com tratamentos e os avanços feitos na área da medicina desde os anos 80, ser soropositivo, ou seja, ter o vírus do HIV, já não é algo que irá impedir que essas pessoas vivam normalmente e sem complicações.

Mas, por conta da falta de informação, muitas pessoas ainda acreditam que esse vírus é contagioso e acaba atrapalhando as relações com outras pessoas, como em locais de trabalho.

É importante frisar que o vírus do HIV só é transmitido sexualmente, ou seja, você não correrá o risco de se contagiar apenas trabalhando com uma pessoa soropositiva.

Mas, será que existem profissões que não podem ser exercidas ao se ter o vírus do HIV? É isso que iremos descobrir neste conteúdo. Leia a seguir.

Profissões que soropositivo não pode exercer

Apesar de ser um vírus que já existe há mais de 40 anos, e que já oferece tratamento através de medicamentos, ainda existem alguns mitos que são tidos como verdades em relação às pessoas que são soropositivas.

Um desses mitos é o de que existem profissões que soropositivo não pode exercer.

Saiba que é muito pelo contrário, elas podem trabalhar normalmente e também não precisam avisar a empresa sobre essa condição de saúde.

De acordo com a CLT, que pode ser lida clicando aqui, o funcionário não é obrigado a informar sobre a sorologia positiva ao ser contrato ou até mesmo quando já está na empresa ao descobrir o vírus.

A exigência dessa condição poderá resultar em uma denúncia formal do funcionário para com o médico ou até mesmo a empresa que solicitou essa informação através do médico do trabalho.

Mesmo que seja informado, tanto para o médico do trabalho quanto para qualquer outro profissional de saúde, é extremamente proibido que eles espalhem informações sigilosas sobre seus pacientes. Incluindo a informação sobre a sorologia.

Divulgar essas informações poderá acarretar em consequências para o profissional da área da saúde, como reclusão e multas.

Por que essa informação é sigilosa?

No Brasil, ainda existem muitas pessoas desinformadas sobre as condições de vida de uma pessoa que é soropositiva, um exemplo é o questionamento sobre quais profissões essas pessoas podem ou não exercer.

Por conta disso, e de outras informações falsas que ainda circulam sobre o assunto, é importante que essas pessoas tenham a liberdade de se preservarem quanto ao assunto.

Além disso, todas as informações médicas são sigilosas e devem ser preservadas.

Como o HIV pode afetar a vida profissional?

Primeiramente, é importante ressaltar que as pessoas que são soropositivas possuem uma proteção contra preconceitos no local de trabalho, seja para conseguir um emprego ou para se manter no atual de forma saudável.

Apesar disso, nada garante que essas pessoas não sofreram preconceitos e sejam excluídas na prática.

Por isso, de certa forma, ter o vírus do HIV pode, sim, afetar a vida profissional de uma pessoa.

Além disso, mesmo tendo um ambiente considerado saudável para se trabalhar, a saúde mental e as preocupações por conta do assunto poderão, também, afetar essa pessoa de alguma forma.

A pessoa que consegue manter suas informações sobre a sorologia no anonimato, poderão viver uma vida profissional normalmente e sem problemas de relacionamento interno e externo. Mas, nem sempre este será o caso e é preciso estar preparado.

Quando é exigido a comprovação de soropositivo?

Como citamos acima, não é necessário informar que uma pessoa é soropositiva em casos de admissão ou qualquer outra questão envolvendo o meio empregatício.

Mas, existem sim algumas situações em que essa informação é exigida e tem grande importância.

Por exemplo, pessoas que possuem o vírus do HIV não podem doar sangue. Essa informação é de grande importância e não pode ser negligenciada, afinal, estará lidando com a saúde de outras pessoas que precisarão de uma transfusão sanguínea em determinado momento.

Por isso, em casos de doações é importante informar ser soropositivo e não realizar a doação.

O que acontece quando ocorre a ausência por questões médicas relacionadas ao HIV?

Nestes casos, a empresa não poderá afastar o empregado por conta de ausências médicas relacionadas ao vírus do HIV.

É importante, principalmente para a empresa, conhecer essas regras para evitar processos ou outras condutas por parte do empregado.

Conclusão

Você sabia que pessoas soropositivas podem viver normalmente dessa forma? Com os avanços na medicina e na ciência, essas pessoas vivem normalmente e realizam o tratamento para evitar que o vírus se manifeste.

O meio profissional pode ser um grande desafio, mas é mais pela falta de informação do que pela condição de saúde da pessoa com HIV.

Quando ambas as partes não estão informadas, isso poderá resultar em más condições de vida profissional para a pessoa que é soropositiva e acabar estragando uma vida que poderia ser normal profissionalmente.

Por isso é importante que ambos, tanto funcionários quanto empregadores, conheçam as leis e as condições que devem ser respeitadas ao contratar alguém ou se candidatar a uma vaga.

Uma das poucas coisas que uma pessoa soropositiva não pode fazer é realizar doações de sangue, dentre outros. Neste caso, é de extrema importância obter essa informação.

No mais, eles poderão exercer suas profissões normalmente e ter uma vida profissional saudável e bem resolvida. Não existe nada no quesito médico e profissional que exclua uma pessoa que é soropositiva de suas obrigações profissionais.

Deixe seu Comentário