Carreira

Conheça 8 profissões que ganham bem e trabalham pouco

Profissões que ganham bem e trabalham pouco

Ter uma profissão em que é necessário trabalhar pouco para ganhar bem é o sonho de qualquer brasileiro, não é verdade? Para muitos, esse pode parecer um sonho impossível. Mas, acredite: existem profissões que ganham bem e trabalham pouco. Conheça algumas a seguir!

8 profissões que ganham e trabalham pouco

Está procurando por profissões que ganham bem e trabalham pouco? Então, confira a seguir oito opções de empregos.

1. Médico

Se tornar médico não é um processo fácil. Afinal de contas, é necessário fazer uma graduação de seis anos, residência e especialização para poder diagnosticar e tratar os pacientes da forma correta. Contudo, essa ainda é uma das profissões mais bem pagas do Brasil.

Segundo a Federação Nacional dos Médicos, o órgão responsável por estabelecer o salário da categoria, o piso salarial de um médico é de R$ 16.000,00 mensais, sendo que a jornada de trabalho é de 20 horas semanais. Entretanto, o salário pode ser maior de acordo com a especialização e o tempo de carreira.

Apesar da carga horária reduzida, é normal que os médicos tenham mais de um emprego, incluindo clínicas próprias. De acordo com o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP), esses profissionais trabalham em média 52 horas semanais.

Mesmo assim, é possível trabalhar pouco e ganhar bem sendo médico.

2. Cirurgião

Os cirurgiões também podem ganhar bem e trabalhar pouco. No Brasil, essa é a segunda profissão mais bem remunerada. Segundo a legislação brasileira, o piso salarial de um médico cirurgião é de três salários mínimos por jornada de 20 horas semanais. Porém, o salário médio de um cirurgião é de R$ 15.000,00.

Assim como os médicos, os médicos cirurgiões precisam ser formados em Medicina, fazer residência médica ou uma especialização em cirurgia geral. Quem quiser se especializar em uma área, como cirurgia pediátrica ou plástica, precisa primeiro fazer primeiro a residência e depois se especializar em cirurgia.

Também é comum que os cirurgiões trabalhem em mais de um lugar, fazendo plantões e atendimentos extras. Ou seja, é possível trabalhar pouco e ganhar bem. Mas quanto mais você trabalhar, maior será seu salário.

3. Fonoaudiólogo

O Fonoaudiólogo é o profissional que trata de problemas auditivos, de fala e escrita, além de diagnosticar gagueira, surdez e outras alterações que dificultam a comunicação. De acordo com a legislação, esse profissional pode trabalhar no máximo 30 horas por semana.

Para ser um Fonoaudiólogo é necessário fazer um bacharelado em Fonoaudiologia.

Depois de formado, esse profissional pode atuar em hospitais, clínicas, maternidades, laboratórios etc. Além disso, os fonoaudiólogos podem ajudar na preparação de voz de cantores, políticos e apresentadores de TV. De fato, essa é uma área muito ampla!

Em média, o salário do Fonoaudiólogo é de R$ 3.000,00.

4. Legista

Outra profissão que ganha bem e trabalha pouco é a de médico legista. Esse profissional é responsável por fazer laudos médicos e exames de corpo de delito. Geralmente, sua função está relacionada a resolução de crimes e emissão de relatório técnicos.

Atualmente, um médico legista ganha cerca de R$ 8.700,00 por mês e trabalha 30 horas semanais. Para atuar na área é necessário fazer bacharelado em Medicina e uma especialização em Medicina Legal e Perícia Médica.

Embora a residência médica não seja obrigatória, ela pode ser de grande ajuda para aumentar a qualidade do trabalho.

5. Dentista

Outra profissão com jornada de trabalho reduzida e um bom salário é a de dentista. Em média, esse profissional trabalha 35 horas por semana e recebe cerca de R$ 4.000,00 por mês.

Para se tornar um dentista é necessário fazer o bacharelado de Odontologia e se registrar no Conselho Regional de Odontologia do seu estado.

Depois de formado, o dentista pode trabalhar em diversas áreas, como ortodontia, endodontia e harmonização facial, por exemplo. Além disso, o profissional pode atuar em diversos tipos de empresas, como hospitais, clínicas, postos de saúde, escolas, sindicatos etc.

Profissões que ganham bem e trabalham pouco

6. Professor de ensino superior

Os professores de ensino superior trabalham entre 20 e 35 horas horas por semana. O salário pode variar de acordo com a sua especialização. Por exemplo, um professor de Artes Cênicas recebe em média R$ 6.000,00, já um professor de cálculo, R$ 4.000,00.

Para ser um professor de ensino superior em universidades privadas é necessário fazer uma graduação e uma pós-graduação. Por outro lado, para lecionar em universidades públicas é necessário ter também um doutorado ou mestrado.

7. Professor de idiomas

Outra profissão com jornada de trabalho reduzida é a de professor de idiomas. Em média, esses profissionais trabalham cerca de 30 horas por semana e ganham entre R$ 3.000,00 e R$ 7.000,00.

Para ser um professor de inglês e espanhol em escolas de ensino fundamental e médio é preciso ser licenciado em Letras ou Tradução. Em contrapartida, professores de escolas de idiomas geralmente não precisam de graduação, embora seja um diferencial.

Já para ensinar outros idiomas, como francês, alemão, por exemplo, é necessário apenas comprovar a fluência e a capacidade de transmitir conhecimento de acordo com a estratégia da instituição.

8. Animador de televisão

O animador de televisão é o profissional que cria ilustrações, personagens e efeitos especiais para vídeos, filmes, séries e programas de TV. Além disso, os animadores podem trabalhar produzindo jogos, gifs, anúncios publicitários e animações 2D e 3D.

O melhor é que é possível trabalhar pouco e ganhar bem trabalhando como animador de televisão. Em média, esse profissional trabalha 35 horas por semana e ganha R$ 7.300,00. Porém, dependendo da qualidade do trabalho, é possível faturar até R$ 22.000,00.

Para ser um animador de televisão você pode fazer alguns cursos de formação rápidos ou um bacharelado em Design de Animação.

Embora seja necessário estudar bastante, é possível investir em profissões que ganham bem e trabalham pouco. Como você viu no artigo de hoje, trabalhos relacionados à saúde, ensino e tecnologia geralmente têm jornada de trabalho reduzida e salários acima da média.

Considerações finais

E então, gostou de conhecer essas profissões que ganham bem e trabalham pouco?

Veja bem que, quando dizemos que trabalham “pouco”, não é em caráter depreciativo, mas quantitativo.

Ou seja, um legista ganha cerca de R$ 8.700,00 por mês trabalhando “apenas” 6 horas por dia, em dias úteis, enquanto uma diarista, por exemplo, precisa trabalhar muitas e muitas e muitas horas a mais se quiser ganhar a mesma quantia – o que, na realidade do Brasil, hoje, é praticamente impossível.

Quer saber quais empregos que vão garantir sucesso e bons lucros? Então, confira as 14 profissões do futuro!

Veja também: 

Deixe seu Comentário