Carreira

Cálculo salário líquido: como fazer?

Cálculo salário líquido

Se você é um profissional que tem registro em carteira assinada, já deve saber que seu salário bruto sofre alguns descontos. Até porque é preciso seguir as normas da CLT, ou Consolidação das Leis Trabalhistas. Como resultado, saber fazer o cálculo salário líquido vai demandar algumas contas.

Afinal, o conhecido salário bruto sofre alguns descontos para chegar ao valor que você recebe em mãos. Isso porque, seja qual o valor acordado entre trabalhador e empresa, todo dividendo de um mês de trabalho está sujeito a descontos do Governo. É isso que veremos neste artigo: como fazer o cálculo salário líquido.

Qual a composição de um salário líquido?

Primeiro, você sabe que todo salário líquido é o valor real que é depositado na sua conta. Para isso, ele já passou por várias deduções. Em outras palavras, sobre o montante total registrado na sua carteira, existe a dedução de impostos legais, como contribuição sindical, INSS e até imposto de renda.

Afinal, todo funcionário que trabalha sob o regime CLT precisa contribuir com impostos que são cobrados diretos na folha de pagamento e, por consequência, reduzem o salário bruto. Enfim, para você fazer um cálculo salário líquido, seu pagamento vem com os descontos que são referentes a:

  • INSS, entre oito e onze por cento;
  • Contribuições sindicais;
  • Empréstimos e demais benefícios concedidos;
  • Vale-transporte;
  • Imposto de renda;
  • Convênios e parcerias com demais empresas;
  • Planos de saúde corporativos.

Entenda os descontos e taxas para cálculo salário líquido

Antes de aprender a entender e a calcular como fazer um cálculo salário líquido, é preciso que você saiba a origem de tantos descontos. Para isso, temos logo abaixo quais são esses incidentes e como você pode saber o valor total real que deve ser recebido.

Cálculo salário líquido e o Imposto de Renda Retido na Fonte

Com a sigla IRRF, o Imposto de Renda Retido na Fonte é uma porcentagem que, todo os meses, é descontada da sua folha de pagamento. Além de ser similar ao desconto do INSS, ela pode variar de acordo com a sua faixa de salário. O que faz os dois serem diferentes é que sua base do cálculo é montada sobre o salário bruto descontado o desconto da previdência social.

Em outras palavras, depois de o desconto ser feito para o INSS, você poderá saber o valor a ser destinado para ao imposto de renda. Aliás, esse imposto é retido diretamente na fonte, pois é descontado de forma direta pelo empregador, que o remete à Receita.

De qualquer forma, para conferir esses dados, basta analisar a tabela referente ao IRRF. Isso porque ela mostra quais os percentuais de descontos para os valores do salário bruto descontados o INSS. Assim, fica mais fácil para você saber fazer o cálculo salário líquido.

A incidência do INSS

Este é um valor que é destinado para o INSS, ou Instituto Nacional de Seguro Social. Neste caso, seus impostos contribuem para manter o sistema previdenciário nacional. Até porque ele é o órgão responsável pelo pagamento de direitos como aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte e demais benefícios. Em relação à porcentagem dos descontos, cada uma pode variar seguindo as seguintes faixas de salário bruto:

  • Até R$ 1.556,94: oito por cento;
  • Salários de R$ 1.556,95 a R$ 2.594,92: nove por cento;
  • De R$ 2.594,93 a R$ 5.189,82: onze por cento;
  • Acima de R$ 5.189,82: teto máximo de R$ 570,88.

Aliás, seu INSS é descontado para no caso de ser demitido, servir como base para você receber seguro-desemprego. Além do mais, esse imposto também é usado para garantir o pagamento da sua aposentadoria. Neste caso, seu cálculo é obtido a partir da multiplicação do seu salário bruto por uma porcentagem.

Em todo caso, essa alíquota vai depender da faixa salarial do trabalhador e tem um cálculo feito de forma progressiva. Ou seja, dentro de cada faixa salarial você vai contribuir com uma respectiva porcentagem.

Cálculo salário líquido

O FGTS no cálculo salário líquido

Em um resumo bem simples, sua contribuição para o FGTS, ou Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, tem um valor não deduzido do seu salário bruto é mensal. Aliás, neste caso, apenas seu contratante deve pagar o imposto.

Subtraindo descontos adicionais do cálculo salário líquido

Vale ainda lembrar que existem outros descontos que tendem a surgir como uma opção acordada entre o setor de Recursos Humanos de uma empresa e o trabalhador. Como exemplo, saiba que o vale-transporte tem descontos no seu pagamento podem chegar a seis por cento do seu salário bruto.

Em todo caso, se esse valor aumentar caso você gaste mais com sua locomoção entre o trabalho e sua casa, o extra fica por conta da sua empresa. De qualquer forma, os descontos mais usuais aqui são:

  • Vale-transporte;
  • Plano de saúde;
  • Contribuição sindical.
  • Empréstimos.

Considerações finais

Sempre que um funcionário inicia os trabalhos numa empresa, ele é informado sobre qual pagamento mensal foi acordado. Ou seja, esse é valor que chamamos de salário bruto ou até mesmo de nominal ou base.

No entanto, apesar de não ter apresentar os descontos, ele não é o valor real que parar na sua conta bancária. Aliás, esta é uma das maiores dúvidas referentes ao tema de como fazer o cálculo salário líquido. Isso porque, na hora de contratação do funcionário, muitos trabalhadores estranham que o valor fechado é abaixo do que eles realmente recebem.

Isso porque esse salário líquido nada mais é do que seu salário bruto descontados os impostos incidentes. Dessa forma, entre os principais descontos que reduzem o salário de todo trabalhador sob o regime de CLT é o do Imposto de Renda e o do INSS.

Aliás, em relação ao INSS, esses descontos ficam costumam ficar entre oito e onze por cento, dependendo da faixa salarial do seu recebimento bruto. Por ouro lado, a incidência do imposto de renda é menor do que o do INSS.

Isso porque ele fica entre sete e vinte e sete e meio por cento do salário bruto. De qualquer forma, para você acertar num cálculo salário líquido, o ponto de partida sempre será o valor cadastrado como salário bruto.

Deixe seu Comentário