Carreira

Carta de apresentação primeiro emprego

Carta de apresentação primeiro emprego

Ainda existem muitas dúvidas com relação à carta de apresentação primeiro emprego. Se para os profissionais experientes essa já é uma questão que causa dúvida, para um profissional iniciante a insegurança é maior ainda. Por isso, acompanhe as dicas abaixo e entenda melhor o assunto!

Carta de apresentação primeiro emprego

A carta de apresentação se trata, na verdade, de uma apresentação de todas as suas qualificações e experiências adquiridas com os empregos anteriores. Além disso, a carga também visa agilizar todo o processo de seleção profissional, já que muitos recrutadores somente dão atenção à carta.

Assim, é preciso que ela seja clara, objetiva e preferencialmente curta. Dessa forma, o empregador consegue absorver as informações que mais farão diferença na hora de analisar currículo por currículo e decidir qual perfil é mais qualificado.

Porém, isso pode se tornar um pouco complicado no caso de pessoas que estão em busca do primeiro emprego, afinal, não há informações o suficiente para colocar na carta de apresentação. Porém, ainda assim é possível colocar informações interessantes.

Logo, na hora de fazer a carta de apresentação, é muito importante colocar a formação acadêmica, quais atividades foram exercidas durante o tempo de estudo e outros diferenciais que podem agregar valor ao processo seletivo.

Importância que carrega a carta de apresentação

Muito mais do que somente descrever as experiências acadêmicas ou profissionais, a carta de apresentação é um grande fator para abrir caminhos durante um processo de seleção de profissionais. Isso porque o recrutador consegue fazer um apanhado das principais características do perfil do futuro profissional.

Assim, caso ele veja que há potencial nesse indivíduo, mesmo que seja o primeiro emprego, ele, com certeza, entrará em contato para uma entrevista. Justamente por isso a carta de apresentação primeiro emprego não deve ser subestimada na hora de escrevê-la.

Muitas pessoas se contentam em colocar no currículo somente as informações básicas, porém, hoje em dia, as empresas estão cada vez mais exigentes e realizando os processos seletivos com muito mais empenho e agilidade. Isso porque existem vagas que demandam de uma contratação muito mais rápida para não desequilibrar outros departamentos da corporação.

É justamente por isso que a carta precisa ser sucinta e objetiva, ela deve conter o básico e necessário para atrair a atenção do recrutador da empresa.

Montar a carta de apresentação primeiro emprego ideal

Quando se trata da primeira experiência profissional, é preciso se dedicar muito mais na carta de apresentação primeiro emprego, afinal, ele poderá definir se a empresa entrará ou não em contato para maiores e mais detalhadas informações que são adquiridas através de uma empresa.

Para fazer uma carta clara e objetiva, tente se dirigir diretamente ao profissional que lerá a carta. Caso não seja possível obter essa informação (o que acontece na grande maioria dos casos), direcione a carta ao setor de RH em geral, já que é o departamento responsável por realizar as contratações.

Depois, é preciso ter muita atenção para verificar se na carta estarão todas as características que a vaga exige, como:

  • Pró-atividade;
  • Bom relacionamento interpessoal;
  • Rápido aprendizado;
  • Perfil resoluto.

Diversas outras características podem entrar na carta de apresentação primeiro emprego, basta verificar se seu perfil e características é compatível com aquilo que pede na vaga. Além disso, passar informações pessoais básicas também é extremamente eficaz e importante:

  • Nome completo;
  • Meios para entrar em contato (telefone e e-mail, preferencialmente);
  • Cargo desejado e título da vaga.

Essas informações são pequenas, mas de grande valia para localizar o recrutador sobre a pessoa que está mandando o currículo e para qual vaga o mesmo é destinado.

Carta de apresentação primeiro emprego

Cuidados na escrita da carta

Após ter bem claro todos os dados que serão necessários colocar na carta, é preciso organizá-los e começar a montagem da mesma. É importante frisar que mesmo que os dados estejam todos corretos, é imprescindível cuidar da gramática, ortografia e forma como será escrita a carta.

Em processos seletivos, as empresas sabem que nenhuma pessoa é perfeita, mas buscam um profissional o mais próximo possível disso. Logo, qualquer mínimo erro pode ser considerado como desatenção e desleixo, o que talvez faça a empresa pensar que o profissional não é qualificado.

Logo, mesmo que o seu perfil profissional seja perfeito para a vaga, garanta que todos os dados estão corretos e que a escrita da carta também está correta. Caso sinta-se mais seguro, leia a carta quantas vezes julgar necessário.

Uma ótima dica para saber se as informações e a escrita da carta está perfeita, é lê-la em voz alta para si mesmo e, preferencialmente, para alguém de confiança. Dessa forma, é possível coletar opiniões sinceras e saber onde ela pode ou não ser melhorada.

Além disso, certifique-se também de que a fonte utilizada para a escrita seja uma fonte normalmente usada, como Arial, por exemplo. Fuja completamente de fontes diferenciadas e coloridas. Isso anula a seriedade e competência do profissional e de seu currículo.

Lembre-se sempre que menos é mais.

Principais modelos

Um modelo muito utilizado e que geralmente dá certo, é o seguinte:

– Prezado (a) Fulano (a). Gostaria de me candidatar à vaga X oferecida por sua empresa, cujo a qual localizei através da plataforma Y. Gostaria de frisar que estou em busca da oportunidade do primeiro emprego para conquistar independência profissional e pessoal. Logo, acredito que possuo todos os requisitos para a vaga:

  • Fluência em X idioma;
  • Formação em X e Y;
  • Conhecimentos profundos em ferramentas com X e Z.

Acredito que, além da minha formação, minhas atividades extracurriculares realizadas também possam auxiliar para complementar minhas qualidades profissionais e, dessa forma, tornar meu perfil mais compatível com as exigências da empresa.

Agradeço pela atenção e coloco-me à disposição para mais detalhes.”

Em seguida, a carta deve encerrar com o nome completo do candidato, telefone e e-mail.

Esse é somente um modelo geral para a carta de apresentação primeiro emprego, mas que pode ser adaptada para demais vagas, bem como da forma que o participante do processo seletivo julgar viável. Afinal, é importante escrever uma carta que passe segurança tanto para o candidato, quanto para os recrutadores.

Deixe seu Comentário