Entrevista

Linguagem corporal na entrevista: dicas para se sair bem

Linguagem corporal na entrevista

Apesar de essencial, uma entrevista de emprego com certeza pode acabar sendo o pesadelo de muitas pessoas. Só de pensar que o seu futuro ou, pelo menos, o seu emprego depende daquela simples conversa já começam a se formar borboletas na barriga e, assim, você começa a ficar cada vez mais ansioso.

Sendo assim, devido a importância dessa “simples conversa”, você pode acabar ficando desconfortável no momento da entrevista. Se enrolar em meio as palavras e suar frio durante uma ocasião como essa também é comum, mas saiba que nada disso é preciso nestes momentos.

A resposta positiva de uma entrevista de emprego depende de uma série de bons comportamentos, preparação e, o mais importante de tudo, uma boa conversa com uma ótima linguagem corporal. Sendo assim, aprenda a seguir como apresentar uma boa linguagem corporal na hora de uma entrevista de emprego.

A linguagem corporal pode ajudar na aprovação

Uma linguagem corporal adequada pode dar uma impressão totalmente positiva do entrevistado ao entrevistador. Isso porque, quando feita da maneira correta, pode acabar transmitindo uma sensação de confiança e domínio de fala inigualáveis. Saber se comunicar é algo essencial em, basicamente, todas as profissões, e apresentar isso logo na entrevista de emprego fará com que você saia alguns passos na frente de muito de seus “concorrentes”.

Acontece que essa boa comunicação depende de uma boa linguagem corporal – a qual está atrelada à pequenos detalhes, como o modo do cumprimento, a forma como você se move, se senta e mantém o contato visual acabam falando muito mais sobre você mesmo do que você imagina. Dessa forma, atente-se aos detalhes, e saiba que as manifestações do seu corpo podem ser essenciais durante a entrevista de emprego.

Mostre segurança até mesmo no seu aperto de mão

Obviamente que você não precisa esmagar a mão do entrevistador, não seja bruto ou desrespeitoso. Mas apresentar um aperto de mão firme logo no primeiro contato com o contratante mostra que você possui uma grande confiança e que sabe muito bem o que está fazendo. Apesar disso, o primeiro passo não deve ser tomado por você: afinal de contas, a outra pessoa é quem irá lhe avaliar. Sendo assim, espere o contratante manifestar um cumprimento e, então, retribua com um aperto de mão firme.

Não fique assustado ou emburrado durante a entrevista

Tudo bem que uma entrevista de emprego é sim algo muito importante para a sua carreira, mas não há motivos para você ficar de cara fechada ou se mostrar assustado durante toda a conversa com o contratante.

Muito pelo contrário, isso fará com que o entrevistador entenda que você não está muito preparado para aquilo ou, até mesmo, que não gostaria nem ao menos de estar ali.

Tendo isso em mente, mantenha um sorriso e uma espontaneidade respeitosa durante a entrevista. Mostre que você está não só preparado para aquele momento como também entusiasmado, e que ter a oportunidade de trabalhar em tal empresa é motivo de felicidade para você.

Uma expressão sorridente, e isso não deve ser confundido com um comportamento piadista nem nada do gênero, deve fazer com que o entrevistador perceba certo otimismo em você.

Mantenha uma boa postura

Está cada vez mais difícil manter a coluna reta, eu sei. Mas, durante uma entrevista de emprego, o simples ato de manter a sua coluna ereta fará com que você transmita uma imagem de muito mais profissionalidade para o entrevistado. Além disso, essa postura faz com que você passe uma ideia de segurança e interesse durante toda a entrevista.

Em contraponto, sentar-se de maneira desleixado, com a coluna curvada ou jogado para trás fará com que você pareça estar desinteressado no assunto, na conversa e na própria entrevista de emprego. Se você está ali, é porque você quer o emprego. Sendo assim, demonstre interesse através de sua própria postura.

Cabeça sempre erguida

Ficar com a cabeça abaixada, cabisbaixo, não é uma das linguagens corporais mais atraentes e corretas durante uma entrevista de emprego. Este comportamento denota a falta de confiança e interesse por parte do entrevistado – duas características que não podem estar atreladas de jeito nenhum a você.

Ou seja, mantenha sempre a sua cabeça erguida durante a conversa. Não de forma a parecer soberbo ou ignorante perante o entrevistador, mas a ponto de se mostrar interessado não somente na vaga. como também na conversa.

Pés no chão

É de costume de muitas pessoas cruzar as pernas a fim de se manter mais confortável durante uma conversa, entrevista ou o que for. As pernas cruzadas, quando feitas da maneira correta, podem não ser tão ruins e proporcionar até mesmo um ar de casualidade na conversa. Mas manter os pés no chão durante uma entrevista de emprego certamente é o mais correto a se fazer.

Isto porque, assim, você estará mostrando seriedade durante a conversa – algo que, muitas vezes, é apreciado pelo entrevistador em uma entrevista de emprego.

Não execute hábitos que mostre nervosismo

Claro que é comum estar nervoso nestas situações, mas você não necessariamente precisa deixar isso transparecer tão claramente, certo? Alguns hábitos que podem ser normais, como roer as unhas, morder os lábios ou desviar o olhar com frequência do entrevistador pode passar esta noção de que você não está muito à vontade com a conversa – e pode acabar lhe custando uma vaga de emprego, na pior das hipóteses.

Então evite tais hábitos, não roa as unhas em frente ao seu entrevistado e nem coce a orelha mostrando desconforto. Saiba que não é difícil alcançar a confiança nestes momentos, se mostre interessado para uma conversa e deixe de lado o nervosismo.

Mantenha as suas mãos visíveis ao entrevistador

Tudo bem que colocar as mãos nos bolsos, ou entre escondê-las nas suas próprias coxas pode parecer mais confortável em momentos de tensão e nervosismo, mas isso não é muito atrativo para um entrevistador. Ao invés disso, mantenha as suas mãos visíveis, use-as para gesticular e mostrar que você sabe se comunicar e conversar com segurança e firmeza.

Deixe seu Comentário